terça-feira, junho 25, 2024

Com o tema: Os Prejuízos aos Trabalhadores e Trabalhadoras e as Alternativas do Movimento Sindical, Dra. Maria Lúcia Fattorelli abrilhantou XVI CONFEIPOL-CON

Must Read

A Dra Maria Lúcia iniciou apresentando o desmonte do Estado Brasileiro que ocorre por conta da submissão do país ao capital financeiro e pela política econômica equivocada, que atua sob a “ditadura do BIS”, sigla de um Banco Privado Suíço que é o Centro do poder regulatório, que supervisiona e direciona as finanças em nível global, direcionando o país para decisões desarrazoadas e que subjugam a nação, como as privatizações insanas, autonomia do Banco Central, Reformas que massacram o trabalhador, elevação de juros, securitização de créditos dentre outras ações que em nada interessam ao povo brasileiro.

Com essa abordagem, a Dra. Maria Lúcia Fattorelli apresenta como as crises são geradas e como as políticas reformistas são implementadas no Brasil, dando destaque à Reforma Administrativa – PEC 32, nova investida da cruel política econômica brasileira, dessa vez comandada pelo Ministro Paulo Guedes, mas ainda sob a égide do BIS. Abordando a gênese da PEC 32, a apresentação e o documento disponibilizado por Fattorelli diz: “… estudo do Banco Mundial (Um Ajuste Justo: Análise da eficiência e equidade do gasto público no Brasil), publicado em 2017, já evidenciava que o gasto público é engessado em categorias como folha de pagamento e previdência social, deixando pouco espaço para despesas discricionárias e de investimento. Mais recentemente, em outubro de 2019, novo estudo do mesmo Banco (Gestão de Pessoas e Folha de Pagamentos no Setor Público Brasileiro: o que os dados dizem), ao analisar dados sobre a folha de pagamentos do Governo Federal e de seis Governos Estaduais, corroborou a existência de uma série de distorções nos gastos com pessoal.” Ocorre que tais análise desprezam os gastos com o Sistema da Dívida Pública, que é a maior fonte de gastos e que impede o investimento, desconsiderando que cerca de 50% da arrecadação nacional são direcionados apenas para o pagamento de juros.

Em sua análise sobre a PEC 32, a Dra. Fattorelli apresenta mais uma das armadilhas da PEC 32, que tenta beneficiar apenas os detentores do capital, em total prejuízo à população, prevendo a possibilidade de privatização de praticamente todos os serviços públicos, dispostos principalmente no Art. 37 A, dispositivo este, inclusive, não modificado em nada no Relatório da Comissão Especial da PEC 32 apresentado no último dia 31 de agosto, pelo Deputado Federal Arthur Maia – DEM/BA. Sobre esse e outros aspectos a Dra. Maria Lúcia Fattorelli destacou os prejuízos aos Policiais Civis, embora alguns aspectos tenham sido arrefecidos, posteriormente à sua apresentação, com a apresentação do relatório, especialmente no que tange às questões das “carreiras típicas de estado”, garantida aos Policiais Civis e demais membros da segurança pública no citado relatório.

Após apresentar os prejuízos acumulados ao longo dos últimos anos com as Reformas e Leis que visam apenas a manutenção de uma política econômica equivocada, especialmente nos últimos dois anos, Fattorelli assegurou que a melhor forma de combater essas ações é a informação. Destacou que o trabalho da Auditoria Cidadã, ONG que preside, é levar informação à população e às representações sociais, como as entidades classistas, visando apresentar a realidade dos fatos, com autonomia e compromisso com a verdade. A Dra Maria Lúcia deixou todo o conteúdo da Auditoria sobre esse tema à disposição e o material de sua palestra está disponível no site da FEIPOL-CON que é parceira em todas as atividades da Auditoria Cidadã no que se refere à Luta contra a PEC 32.

“Desde que conheci a Dra Fattorelli e seu trabalho busquei unir nossa entidade nessa luta pela verdade dos fatos, tendo total clareza que Conhecimento Técnico qualificado, direcionado de forma prática aos nossos representados é um dos caminho que devemos utilizar para reverter as covardias que veem sendo perpetradas pelo Governo Federal e o Congresso Nacional contra os trabalhadores públicos e privadas e, consequentemente, contra a sociedade brasileira”, afirmou Marcilene Lucena, Presidente da FEIPOL-CON.

Todo o material disponibilizado na palestra está sendo disponibilizados pela FEIPOL-CON no link abaixo:

https://drive.google.com/file/d/1EasTbhdFLMqBiDcRWaQSuywK0045EzHo/view?usp=sharing

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img
Latest News

Presidente da FEIPOL-CON fecha semanas de agendas em Brasília com reunião com o Presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara Federal

As duas últimas semanas foram marcadas por intensas agendas da Presidente da FEIPOL-CON, Marcilene Lucena, no Congresso Nacional. Além...
- Advertisement -spot_img

More Articles Like This

- Advertisement -spot_img