terça-feira, junho 25, 2024

FEIPOL-CON articula reunião entre Entidades Classistas e o Governador do Tocantins, Wanderlei Barbosa

Must Read

A agenda aconteceu após a Presidente da FEIPOL-CON, Marcilene Lucena, conseguir explanar ao Governador, por meio de uma ligação telefônica, todos os problemas causados pelo desencontro de informações promovido por uma má gestão das negociações por parte do Secretário de Segurança, Delegado Wlademir Oliveira, acusado pelas entidades de beneficiar nas discussões apenas os componentes de seu cargo.

O mal-estar gerado entre as representações de seis cargos da polícia civil e os delegados, que jugam-se merecedores de maior vantagem, em detrimento dos demais, já rendeu matérias jornalísticas que circulam em sites e nas redes sociais, e gerou a confecção de um oficio por parte das entidade de classe que, por decisão da categoria, não mais reunirão com o Delegado Wlademir Oliveira. “Abordei a necessidade de uma intervenção do chefe do Executivo Estadual para resolvermos o impasse gerado pela inabilidade do Secretário de Segurança em lidar com a situação, com o objetivo de evitarmos maiores dissidências e rachas dentro da Instituição. Sensível a situação e determinado a eliminar ruídos no trato com a categoria, o Governador prontamente marcou reunião e recepcionou as representações em seu gabinete”, explicou Marcilene.

A pauta da reunião e das discussões iniciadas com o Secretário de Segurança é o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos Policiais Civis – PCCS. Durante a reunião foi apresentado uma série de dados técnicos que comprovam a viabilidade da implementação linear e equalitária dos recursos, dados esses explanados pelo 1º Secretario da COBRAPOL, Ubiratan Rebello. A apresentação dos dados e demais argumentos foram atentamente acompanhados pelo Governador e pelo Secretário da Casa Civil, Deocleciano Gomes, convidado pelo próprio chefe do executivo a participar da reunião.

O Governador disse que espera ter uma solução entre todos os cargos da Polícia Civil e que irá agendar com os representantes dos delegados a fim de se chegar a um consenso possível entre todos os interessados. “Está claro para mim que todas as categorias têm sua importância dentro da instituição, para o conjunto da segurança pública e, consequentemente, para toda à sociedade” frisou Barbosa.

Durante a reunião e a após a explanação técnica, o Governador recebeu, em seguida, vários políticos, Policiais Civis de carreira com mandatos municipais no estado, entre eles Prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e ex-vereadores, todos entusiastas das demandas apresentadas, tendo estes endossado as falas dos representantes classistas e evidenciado a importância dos componentes da base na execução dos trabalhos realizados pela Polícia Civil tocantinense.

Ao final o Governador se mostrou determinado em resolver a demanda dos Policiais Civis o quanto antes e deixou claro que outros membros de seu governo estão cientes da situação para a resolução dos problemas existentes. “Agradecemos a boa vontade do Governador em nos atender e em se dispor a dar solução para as demandas apresentadas”, reconheceu Marcilene.

A FEIPOL-CON considera totalmente desprovido de qualquer bom senso e eivado de extrema arrogância, a postura dos delegados quando, ao solicitarem tratamento diferenciado e superior aos demais seis cargos da Polícia Civil, abordam argumentos que, embora os evidenciem como cargo gestor da Instituição, em nada comprovam que são mais importantes ou mais dedicados que os demais homens e mulheres que compõem os quadros da Polícia Civil tocantinense. “Está cada vez mais claro a necessidade de união entre as categorias da Polícia Civil e que, o que vem fragilizando nossa Instituição ao longo dos anos é a criação de castas que se julgam superiores, mas que, na prática, com suas atitudes mesquinhas, apenas prejudicam o crescimento institucional e lesam as atividades desenvolvidas pela polícia investigativa estadual, que tem como primazia a união de conhecimentos e atribuições para a eficiência do sistema criminal”, finalizou a Presidente.

Participaram da reunião com o Govenador representantes da FEIPOL-CON, COBRAPOL, SINPOL-TO, SINDIPERITO, FEAPOL-TO, AEPTO, AGEPOL, ASPOL, AANETO, ASPA, além dos representantes políticos da categoria.

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img
Latest News

Presidente da FEIPOL-CON fecha semanas de agendas em Brasília com reunião com o Presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara Federal

As duas últimas semanas foram marcadas por intensas agendas da Presidente da FEIPOL-CON, Marcilene Lucena, no Congresso Nacional. Além...
- Advertisement -spot_img

More Articles Like This

- Advertisement -spot_img