sábado, junho 15, 2024

FEIPOL-CON e entidades classistas do Tocantins repudiam Perseguições patrocinada pela Corregedoria de Polícia

Must Read

Confira a íntegra da Nota de Repúdio:

A escrivã foi notificada para se manifestar, no prazo de 07 (sete) dias, a respeito de comentário postado na rede social, em uma foto onde o Secretário de Segurança Pública, Wlademir Costa, está acompanhado do atual presidente da OAB-TO, Gedeon Pitaluga. O comentário continha a seguinte frase “Mas ele responde alguns processos criminais??? E Delegado está prestigiando??? Algo errado não está certo…Pelo visto, daqui pra frente é só pra trás mesmo…triste”.

A alegação do Corregedor-Geral, Delegado Wanderson Chaves, conforme despacho, é que a expressão “daqui pra frente é só pra trás mesmo” denota que os atos a serem praticados pelo secretário, a partir daquela data, consistiriam em atrasos, em um andar para trás, em retrocesso e que tal comentário se amolda à infração administrativa de “referir-se ou dirigir-se, por qualquer meio, inclusive redes sociais, ao superior hierárquico de modo desrespeitoso ou ofensivo”.

Importante frisar, que o comentário realizado pela escrivã na rede social ocorreu há mais de três semanas, e a notícia de suposta infração disciplinar foi realizada pelo próprio Corregedor-Geral, por e-mail enviado por este a Corregedoria, informando que “na data de 23/01/2022, acessando a rede social Instagram, visualizei…”, fato que gera desconforto, pois o comentário foi realizado no perfil oficial da Secretaria da Segurança Pública, o qual possui uma assessoria de comunicação que acompanha diariamente as postagens.

Então fica aqui o questionamento, por que apenas agora, no momento em que os policiais civis estão atravessando um debate com relação a um aumento linear e isonômico entre estes e os Delegados de Polícia, esta Corregedoria-Geral da Segurança Pública começou a instaurar procedimentos baseados em comentários em rede social e aplicativos de mensagens realizados pelos policiais civis? E no caso do agente de polícia Dalberto, o procedimento foi realizado de forma ‘’relâmpago”, ambos servidores notificados pela Corregedoria no prazo de 24 (vinte e quatro) horas. Seria uma forma de nos calar?

A escrivã de polícia exerceu seu legítimo direito constitucional de opinião e liberdade de expressão, ao indagar a presença de um delegado de polícia, que deve manter o decoro, prestigiando a posse de um advogado que publicamente foi condenado a três anos e meio de prisão pelo crime de estelionato.

As entidades sindicais subscritoras desta nota jamais se calarão mediante atitudes tão mesquinhas e autoritárias, de quem quer que seja que patrocine o vilipêndio dos interesses de nossa Instituição, especialmente quando o foco é calar as vozes daqueles que, com coragem expressam suas opiniões contra atos de injustiça ou qualquer outro posicionamento que não lhes sejam vedados pelo texto constitucional e, da mesma forma defenderemos aqueles que com compromisso atuam na defesa dos interesses dos honrados homens e mulheres que compõem os quadros de nossa Polícia Civil.

Atitudes como esta só mostram o desrespeito da cúpula atual da SSP para com os seus integrantes, homens e mulheres de caráter, abnegação e responsabilidade com a segurança da sociedade tocantinense.

Palmas-TO, 28 de janeiro de 2022

Suzi Francisca Silva – SINPOL TO

Silvio Marinho Jaca – SINDIPERITO

Marco Augusto Albernaz – AGEPOL

Vladya Aline Ferreira de Souza – AEPTO

Leyza Coelho Machado – ASPOL

Elane Tomaz – AANETO

Naides César – ASPA

Priscilla Bittar – FEAPOL TO

Wladimir Botelho Ramos – FEPOLNORTE

Marcilene Lucena – FEIPOL CON

Ubiratan Rebello – 1° Sec. Geral COBRAPOL

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img
Latest News

Presidente da FEIPOL-CON fecha semanas de agendas em Brasília com reunião com o Presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara Federal

As duas últimas semanas foram marcadas por intensas agendas da Presidente da FEIPOL-CON, Marcilene Lucena, no Congresso Nacional. Além...
- Advertisement -spot_img

More Articles Like This

- Advertisement -spot_img